25 de set de 2011

A Maior História de Todos os Tempos (1965)



Título Original: The Greatest Story Ever Told
Ano: 1965
País: EUA
Diretor: George Stevens
Gênero: Épico / Drama / Religioso
Elenco: 
Max von Sydow - Jesus
Michael Anderson Jr. - O jovem Jaime
Carroll Baker - Veronica
Ina Balin - Marta de Betânia
Pat Boone - Jovem na tumba
Victor Buono - Sorak
Richard Conte - Barrabás
José Ferrer - Herodes Antipas
Van Heflin - garçom na taverna
Charlton Heston - João Batista
Martin Landau - Caifás
Angela Lansbury - Claudia
Janet Margolin - Maria
David McCallum - Judas Iscariotes
Roddy McDowall - Mateus
Dorothy McGuire - Virgem Maria 



Minha Opinião: 

Longo e cansativo. A sinopse engana total, o filme não é ruim, mas não é tudo isso. É só uma película bíblica de nível normal, difícil entender toda a glória desse obra.
"Jesus de Nazareth" com o Robert Powell tem mais de 4 horas de duração, porém, é bem melhor e menos cansativo que esse.

Leiam a sinopse:

Prepare-se para conhecer a saga de um jovem carpinteiro, que ensinou os homens, ajudou os necessitados e sacrificou sua própria vida para salvar a humanidade de seu pecados. Esta é a vida de Jesus de Nazaré, desde seu nascimento, as pregações, até sua crucificação e ressureição. Um filme magnífico, tratado com reverência, percepção artística e admirável comando, este glorioso épico é uma diversão inspiradora, produzido com grandiosidade, e em sua versão restaurada à sua máxima qualidade cinematográfica, com intervalo e abertura preservados, esta é realmente "A Maior História de Todos os Tempos" produzido com grandiosidade ao custo de US$20 milhões - uma quantia imensa na época - e com cinco indicações ao Oscar.

Não vi tudo isso... Destacou-se talvez só pelo orçamento mesmo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário