15 de nov de 2011

Inverno da Alma (2010)

Título Original: Winter’s Bone
Ano: 2010
País: EUA
Diretora: Debra Granik
Gênero: Drama, Suspense
Elenco: Jennifer Lawrence, Isaiah Stone, Ashlee Thompson, Valerie Richards

Opinião:

  O título leva a crer sobre algo mais espirituoso e existencial, inserindo-se no clima de mistério quimera e alimentando isso. “Inverno da Alma” trata-se de um filme quase perfeito, aliás, esse “quase” é só uma precaução, pois é difícil encontrar furos nele. Segue um caminho seguro e bem calculado, parece que nada fica fora do lugar, mesclando drama e suspense com maestria e simplicidade, sem aquelas coisas exageradas norte-americanas.

  A película é humilde e procura contar uma história sem usar adereços. Esteve no círculo comercial (grande público) sem ter características da raça. É seco, duro e gélido, cujos são estereotipados como arrastado, parado ou chato, tudo por julgarem rápido demais, sem fazerem um respeitável esforço para compreender e sentir a missiva da obra, sua tocante grandeza. “Winter’s Bone” consegue o feito curioso de ser borbulhado de sentimentos e mesmo assim parecer tão sem alma, como se a emoção fosse passada em gradações e cada uma delas fosse congelada segundos depois, porém, não usa sempre o mesmo recurso, lógico. O silêncio interiorano parece seguir as frias correntes de ar, a gente sente o filme “respirar” com serenidade (é estranho isso), completando com o diálogo visual que é igualmente expressivo, com imagens que parecem “descascar escamas”, de forma que elas traduzam o que é mais relevante e familiar.



  Vencedor do Prêmio do Júri em 2010, no Festival de Sundance e indicado ao Oscar em 4 categorias, “Inverno da Alma” é um grande exemplar, não só pelas suas premiações, entretanto, pela aula de Cinema que esse filme também propõe.



Resultado: Ótimo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário