3 de nov de 2011

Endereço Desconhecido (2001)

Título Original: Suchwiin bulmyeong
Ano: 2001
País: Coréia do Sul
Diretor: Kim Ki-duk
Gênero: Drama
Elenco:
Dong-kun Yang
Min-jung Ban
Young-min Kim

Opinião:

 “Endereço Desconhecido” é um filme triste que mostra severamente a vida de pessoas apáticas que se entregaram ao sofrimento. Mesmo com algumas atitudes que buscam provar o contrário, elas mesmas não são persuasivas. Um clima frio e aspecto quase incolor, junto a acontecimentos trágicos, perversos, de indivíduos desalmados e sem esperanças, cujo valores nesses humanos têm inversões curiosas, com um fundo musical que traduz enfaticamente o ar melancólico dessa violenta história sem rumo, fazendo uma ligação com o título.

  A crítica ao comportamento do povo local e dos estrangeiros fica bem clara, desses modernos que realizam uma boa ação em troca do benefício próprio, de bens que não podem ser comprados, como amor e respeito. Critica o frágil com capa de bondade como o pior veneno da vida, como a lei da sobrevivência afirma. Ótimas presenças dos atores Yang Dong-kun (Oyama – O Lutador Lendário) e Young-min Kim (Primavera, Verão, Outono, Inverno e... Primavera), ambos estão marcantes.


  Kim Ki-duk parece conter as assimetrias maravilhosas de seu vanguardismo, não está tão ousado ou estranho como em seus outros trabalhos, aqui ele realiza um bom filme padrão ou normal. Quem conhece “Primavera, Verão...”, “Casa Vazia”, “Time” e principalmente “O Arco”, esperava ver mais uma de suas loucuras, de seus misticismos belos, intrigantes e nada convencionais. Em “Endereço Desconhecido” não existe aquela disformidade, anomalia própria de seu Cinema, gerando um encantamento sem explicações. Aqui ele não tem intenção disso, apenas a realidade nua, crua e visceralmente dolorosa.

  Aliás, existem sim algumas cenas com aquela missiva visual, típica de pinturas abstratas, dando para identificar o diretor nelas; porém, não tem aquela magia bizarra de alguns de seus outros trabalhos. Parece que esse filme é baseado em fatos reais, se for isso, então está certo mesmo em não usar muito de seu Universo.

Resultado: De Bom à Excelente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário