12 de nov de 2011

Crocodilo (1996)

Título Original: Ag-o
Ano: 1996
País: Coreia do Sul
Diretor: Kim Ki-duk
Gênero: Drama
Elenco:
Jo Jae Hyeon (Crocodilo)
Ahn Jae-hong
Mu-song Jeon
Opinião:

  Sabia que os crocodilos também podem ser gentis? Crocodilo é um bicho da família “crocodylidae”, habita nas terras de rio quase opaco na Ásia, África, América do Sul e Norte. Irreverente, temperamento feroz e lancinante. A semelhança do original e do bicho-homem é notória, vivendo à espreita e em situações críticas, como um predador que vai à caça, vai em busca daquilo que lhe é útil, fera egoísta. Se o autor do filme é um escárnio crítico da condição feminina na Coreia do Sul, aqui ele deixa claro que a presa do homem é a mulher, cujo sente prazer em devorá-la pungentemente e quando a mesma se entrega, se conforma, ele parece perder o interesse; a resistência é um afrodisíaco.

  Aos poucos o filme chega a um clímax leve de emoção (embora não afirme esse intento). Crocodilo-Homem muda, passa a se harmonizar com seus parceiros, reconhece que é tudo que tem. Enfim, o amor parece ter assaltado o coração desse marginal, algo que nunca sentiu antes, tornando o crocodilo manso, sendo gentil pela primeira vez (?); mas infelizmente as coisas andam belicosas, bem no momento mais importante de sua vida. O final é apnético! 


  Pelo visível baixo orçamento, a parte técnica da película não agrada, tornando o filme exaustívo de acompanhar. Entretanto, com as impressões já citadas, Kim Ki-duk começa bem com sua carreira de realizador. Seria nada mau se o autor fizesse uma refilmagem de seu trabalho inicial, com os mesmos atores (menos o menino, né? ^_^) e suas qualidades atuais de Diretor, porque a ideia do filme é ótima! Tente imaginar o contemporâneo Kim com o enredo de “Crocodilo”. Não seria arrasador?

SPOILER

Crocodilo diz: "Esses barquinhos só me fazem lembrar de quão minha vida é miserável!" Eram porque faziam lembrar a infância dele ou representavam um sonho que nunca era realizado? Curioso a cena que ele pega uma tartaruga e pinta o casco de azul, olha para o garoto e joga no rio, como se fosse um barquinho em direção ao mar, um sonho lançado. O triste é que no fim a tartaruga continua no mesmo lugar.


Resultado: De Regular à Bom.


Torrent: http://www.kat.ph/crocodile-a-go-1996-kim-ki-duk-t488620.html





Nenhum comentário:

Postar um comentário